3

Sintomas da Menopausa

menopausa

Muitas mulheres podem ver negativamente a si mesmas na menopausa, além dos conceitos pejorativos do mundo ocidental de que, nessa fase, elas teriam diminuição do interesse sexual, sofreriam depressão, mudanças em sua personalidade e coisas assim. Será que estes sintomas ocorrem mesmo na menopausa?

Não necessariamente. Ainda que, no período pós-menopausa, seja constatado que a atividade sexual, por exemplo, tende a diminuir como consequência dos efeitos da redução dos estrogênios, do ressecamento vaginal e do aumento de infecções vaginais, observou-se que também existem muitos casos nos quais não ocorre a queda da libido. Ao contrário, há uma intensificação do desejo sexual pelo fato de a mulher estar, possivelmente, mais relaxada quanto ao medo de engravidar sem querer, além de não precisar mais cuidar de filhos pequenos.

A menopausa pode ser o “bode-expiatório” de uma série de problemas que, na verdade, acontecem em torno da vida da mulher, como conflitos familiares, conjugais, no trabalho, e mesmo pessoais que não estão ligados necessariamente à menopausa. Os distúrbios afetivos são os que, em geral, mais se atribuem ao período da menopausa.

Estudos apontam que não há nenhum tipo de depressão obrigatória ligada à menopausa e nem maior incidência de mulheres com depressão nessa época. Exceção apenas às que tinham depressão anterior, talvez com recaídas periódicas (bipolar ou outra), ou as que tinham graves síndromes pré-menstruais ou depressão pós-parto. Na verdade, o maior número de depressão em mulheres ocorre antes da menopausa. Mas se ela experimenta um período muito longo (pelo menos 27 meses) de perimenopausa (antes da menopausa) há mais risco de depressão.

Quando surge depressão na menopausa, os sintomas são semelhantes aos dos deprimidos em geral, e os motivos precipitantes são igualmente semelhantes. Ela não surge por causa das mudanças hormonais normais, mas, sim, devido a um ou mais fatores como: menopausa cirúrgica, depressão anterior (a mais frequente), estado de saúde física, problemas menstruais, estresse social ou familiar (conjugal ou não), atitudes negativas quanto à menopausa, perdas emocionais significativas (morte de pessoa amada, divórcio, etc.).

Parece que as mulheres que passaram por menopausa cirúrgica são as que apresentam maior índice de depressão, e os estudos não revelam claramente se o problema se deve ao fato do brusco déficit hormonal (pela retirada dos ovários), ou à situação psicossocial ou talvez à enfermidade que provocou a intervenção cirúrgica.

Estudos mostram que conflitos familiares e sociais, além do pensamento negativo (pessimismo, desesperança, etc.) parecem ter maior importância quanto à causa da depressão na menopausa do que as mudanças biológico-hormonais do período. Por exemplo, a chamada “síndrome do ninho vazio”, ou o papel da mulher “dona-de-casa”, que se mantinha ocupada, cuidando do lar quando todos precisavam dela, dedicando sua vida e energia aos filhos, marido, casa, e sente a perda do papel materno, coincidindo com o período menopáusico.

Fonte: Revista Vida e Saúde – Dez 2011, p.23 e 24.

Dr. Cesar Vasconcellos de Souza

Autor: Dr. Cesar Vasconcellos de Souza

Dr. Cesar Vasconcellos de Souza, médico psiquiatra e psicoterapeuta, membro da Associação Brasileira de Psiquiatria, membro da American Psychosomatic Society, consultor psiquiatra da revista Vida & Saúde onde mantém coluna mensal, professor de Saúde Mental, visitante, do College of Health Evangelism e "Institute of Medical Ministry" do Wildwood Lifestyle Center and Hospital, Estados Unidos, Diretor Médico do Portal Natural, autor dos livros "Casamento: o que é isso?" e "Consultório Psicológico".

Artigos Relacionados:

Receba grátis nossas novidades!

Compartilhe este artigo!

3 Comentários. Participe você também!

  1. cristini disse:

    Ola, sofro de depressão a anos, fiz tratamento por algum tempo, mas parei por conta. À um ano entrei na menopausa, oquê fez piorar minha depressão. Juntamente com a menopausa, vieram outros problemas (domésticos e familiares), oquê contribui para que, o ciclo vicioso, em que me encontro, piore terrívelemente: menopausa+depressão+problemas= depressão =não ter mais vontade de me tratar=não ter mais vontade de VIVER.
    Minha vida, meu corpo, minha mente e meu espírito vão de mal a pior.
    Não sei mais oquê fazer…

  2. silver price disse:

    Não. Acontece muita coisa para a mulher chegar à menopausa. Uma delas é a evolução natural do organismo, que se preparou para isso.

  3. Não se pode dizer, com certeza, se a depressão relacionada à menopausa na mulher é realmente causada pela própria menopausa, como conseqüência das alterações biológicas e endócrinas desse período, ou se a depressão aparece juntamente com a menopausa como coincidência, ou ainda, se é um reagravamento de estados depressivos anteriores. Mas, uma coisa pode se afirmar: há uma maior incidência de depressão em mulheres peri-menopáusicas e menopáusicas do que em mulheres pré-menopáusicas.

Deixe Seu Comentário

Digite o código acima*


HOME | QUEM SOMOS | CONTATO



parceiroIASDO Portal Natural é um ministério de apoio à Igreja Adventista do Sétimo Dia
Parceria:


Copyright © 2002-2015 PortalNatural. Todos os direitos reservados.

Importante: As informações contidas neste site são destinadas unicamente para fins de informações e conhecimento geral, não devendo, em hipótese alguma, ser utilizadas como diagnóstico médico ou adoção de medicamentos. Qualquer dúvida, sintoma ou preocupação quanto à sua saúde, procure orientação médica ou profissional em sua respectiva área. | Os comentários postados nos artigos não constituem necessariamente a opinião dos criadores deste site, mas sim da própria pessoa que o postou. Não são permitidos comentários com citações de nomes, telefones, emails, sites, ou qualquer outro conteúdo que venha a expor ou difamar a imagem ou o sigilo de uma outra pessoa.