23

10 perguntas e respostas sobre a gripe comum e a influenza A (H1N1)

DiferencasGripeComumInfluenza_thumb

DiferencasGripeComumInfluenza1. Existe transmissão sustentada do vírus da Influenza A (H1N1) no Brasil?
Desde 24 de abril, data do primeiro alerta dado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) sobre o surgimento da nova doença, até o dia 15 de julho, o Ministério da Saúde só havia registrado casos no país de pessoas que tinham contraído a doença no exterior ou pego de quem esteve fora. No dia 16 de julho, o Ministério da Saúde recebeu a notificação do primeiro caso de transmissão da Influenza A (H1N1) no Brasil sem esse tipo de vínculo. Trata-se de paciente do Estado de São Paulo, que morreu no último dia 30 de junho. Esse caso nos dá a primeira evidência de que o novo vírus está em circulação em território nacional. Todas as estratégias que o MS deveria adotar numa situação como esta já foram tomadas há quase três semanas. O Brasil se antecipou. A atualização constante de nossas ações contra a nova gripe permitiu que, neste momento, toda a rede de saúde esteja integrada para manter e reforçar as medidas de atenção à população.

2. Qual a diferença entre a gripe comum e a Influenza A (H1N1)?
Elas são causadas por diferentes subtipos do vírus Influenza. Os sintomas são muito parecidos e se confundem: febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza. Por isso, não importa, neste momento, saber se o que se tem é gripe comum ou a nova gripe. A orientação é, ao ter alguns desses sintomas, procure seu médico ou vá a um posto de saúde. É importante frisar que, na gripe comum, a maioria dos casos apresenta quadro clínico leve e quase 100% evoluem para a cura. Isso também ocorre na nova gripe. Em ambos os casos, o total de pessoas que morrem após contraírem o vírus em todo o mundo é, em média, de 0,5%.

3. Quando eu devo procurar um médico?
Se você tiver sintomas como febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza, procure um médico ou um serviço de saúde, como já se faz com a gripe comum.

4. O que fazer em caso de surgimento de sintomas?
Qualquer pessoa que apresente sintomas de gripe deve procurar seu médico de confiança ou o serviço de saúde mais próximo, para receber o tratamento adequado. Nos casos de agravamento ou de pessoas que façam parte do grupo de risco, os pacientes serão encaminhados a um dos 68 hospitais de referência.

5. Por que o exame laboratorial parou de ser realizado em todos os casos suspeitos?
Essa mudança ocorreu porque um percentual significativo — mais de 70% — das amostras de casos suspeitos analisadas em laboratórios de referência, antes dessa mudança, não era da nova gripe, mas de outros vírus respiratórios. Com o aumento do número de casos no país, a prioridade do sistema público de saúde é detectar e tratar com a máxima agilidade os casos graves e evitar mortes.

6. Se o exame não é realizado em todas as pessoas, isso significa que o número de casos registrados será subnotificado?
É importante ficar claro que vários países estão adotando a mesma prática, por recomendação da Organização Mundial da Saúde. Vamos continuar a registrar o número de casos. Como já ocorre com surtos de gripe comum, vamos confirmar uma amostra de casos e todos os outros que tiverem os mesmos sintomas e no mesmo ambiente, seja em casa, na escola, no trabalho, na igreja ou no clube, serão confirmados por vínculo epidemiológico. Além disso, temos no Brasil 62 unidades de “Rede Sentinela” em todos os estados, com a função de monitorar a circulação do vírus influenza e ocorrência de surtos. Essa rede permite que as autoridades sanitárias monitorem a ocorrência de surtos devido ao vírus da gripe comum — e, agora, do novo vírus — por meio da coleta sistemática de amostras e envio aos laboratórios de referência. É importante ficar claro que, a partir de agora, o objetivo não é saber se todos os que têm gripe foram infectados por vírus da influenza sazonal ou pelo novo vírus. Com o aumento no número de casos, passamos agora a trabalhar com o diagnóstico coletivo, exceto para aqueles que podem desenvolver a forma grave da doença, seja gripe comum ou gripe A.

7. Quais os critérios de utilização para o Tamiflu?
Apenas os pacientes com agravamento do estado de saúde nas primeiras 48 horas, desde o início dos sintomas, e as pessoas com maior risco de apresentar quadro clínico grave serão medicados com o Tamiflu. Os demais terão os sintomas tratados, de acordo com indicação médica. O objetivo é evitar o uso desnecessário e uma possível resistência ao medicamento, assim como já foi registrado no Reino Unido, Japão e Hong Kong. É importante lembrar, também, que todas as pessoas que compõem o grupo de risco para complicações de influenza requerem avaliação e monitoramento clínico constante de seu médico, para indicação ou não de tratamento com o Tamiflu. Esse grupo de risco é composto por: idosos acima de 60 anos, crianças menores de dois anos, gestantes, pessoas com diabetes, doença cardíaca, pulmonar ou renal crônica, deficiência imunológica (como pacientes com câncer, em tratamento para AIDS), e também pessoas com doenças provocadas por alterações da hemoglobina, como anemia falciforme.

8. O medicamento está em falta?
Não. O Ministério da Saúde possui estoque suficiente de medicamento para tratamento dos casos indicados. Além de comprimidos para uso imediato, temos matéria-prima para produzir mais nove milhões de tratamentos.

9. Os hospitais estão preparados para atender pacientes com a Influenza A (H1N1)?
Atualmente, o Brasil possui 68 hospitais de referência para tratamento de pacientes graves infectados pelo novo vírus. Nestas unidades, existem 900 leitos com isolamento adequado para atender aos casos que necessitem de internação. Todos os outros hospitais estão preparados para receber pacientes com sintomas leves de gripe.

10. Como eu posso me prevenir da doença?
Alguns cuidados básicos de higiene podem ser tomados, como: lavar bem as mãos frequentemente com água e sabão, evitar tocar os olhos, boca e nariz após contato com superfícies, não compartilhar objetos de uso pessoal e cobrir a boca e o nariz com lenço descartável ao tossir ou espirrar.

Links do Governo Federal:
PDF:
http://voltaasaulas.se.df.gov.br/wp-content/uploads/2009/07/Minist%C3%A9rio-da-Sa%C3%BAde-tira-d%C3%BAvidas-sobre-nova-gripe.pdf

Website: http://portal.saude.gov.br/portal/aplicacoes/noticias/default.cfm?pg=dspDetalheNoticia&id_area=124&CO_NOTICIA=10404

PortalNatural.com.br

Autor: PortalNatural.com.br

Portal de saúde e bem-estar com artigos, videos, receitas, nutrição, saúde mental, etc, para sua vida ser mais saudável, simples e feliz.

Artigos Relacionados:

Receba grátis nossas novidades!

Compartilhe este artigo!

23 Comentários. Participe você também!

  1. nilcilene santos do carmo disse:

    gostaria de saber se quando vamos ao velorio de alguem com H1n1 qual o perigo de ser contaminado se nao for caixao fechado

  2. Walesk disse:

    Tive HN1 em agosto de 2010, em fevereiro de 2011 perdi um bb,em fevereiro de 2012 perdi outro.Hoje estou grávida de 27semanas e 4 dias e estamos com perda de peso a equipe médica está achando que pode sequelas da gripe,isso é possível?Clinicamente estou ótima e irei fazer o levantamento viral.Ppois nada justifica a perda de depesso e também as perdas dos bbs.

  3. bruno disse:

    putz eu stou com suspeita do hn1 cara o medica me recomendou domar remedios tarcha vermelha o neme do remedio e tamiflu e um outro aqu deuzqueira que nao seja nada de mais mai ate onde eu sei para aqueles que comecaram a tomar o remedio antes de 72 horas tem o recuperamento de 100% o numero de mortos no mundo e de 0,5% porcento mais espero apenas ser um resfriado qualquer

  4. Make your own life more easy get the credit loans and all you want.

  5. vera braga disse:

    Quero saber se realidade é verdade,que essa vacina HN1, veio para nós ajudar ou para trazer sofrimento. Porfavor me responda, Pois fiquei muito preocupada!

  6. gisele alessandra christofoletti disse:

    Boa Noite.

    Gostaria de receber sua resposta sobre a vacina, e também ter conhecimento se o Sr. já acessou o site da FEMA ” FEMA COFFINS”, “FEMA CAIXÕES”.

    E o que tem a nos dizer como membro da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

    Grata.

    Desde Já

    Gisele Alessandra Christofoletti Marques
    Rio Claro SP

  7. Edson Bomfim Conceicao disse:

    Gostaria de saber sobre a vacina H1N1. Se ela vai causar morte sim ou não.

  8. gisele alessandra christofoletti disse:

    Ouvi dizer, que essa vacina é mercúrio que atava nosso anti-corpus. Verdade isso?? O resultado só parece em 02 anos e agora????
    O que devo acreditar? Por que os médicos de nossa igreja ( Adventista) não pesquisam e passam informação?

    Será que também já estão submissos aos illuminattis ( as 13 familias do planeta)

    No precioso aguardo de uma urgênte resposta!

    Maranata.

  9. istiliana disse:

    È verdade os boatos que estao correndo que quem tomou a vacina da gripe suina estao contaminados o virus da aids .me esclareça por favor……
    Bom noite.gostaria de saber se devemos ou não tomar a vacina HN1?o que aigreja pensa sobre esse assunto?esse Virus é real ou uma conspiração?a Vacina HN1 é confiavél?eu não vi a posição da igreja IASD.é de Deus essa vacina? ou vai contra o seus principios de saúde?por favor me responda.agradeço pela atenção.

  10. adriana disse:

    È verdade os buatos que estao correndo que quem tomou a vacina da gripe suina estao contaminados o virus da aids .me esclareça por favor……

  11. magda disse:

    gostaria de uma elucidação sobre a probabilidade dessa vacina fazer ´parte do plano dos iluminatas da nova ordem mundial? uma forma de exterminar a POPULAÇÃO, PRINCIPALMENTE IDOSOS.

  12. e aí?? disse:

    Nossa há vários comentários na net sobre essa vacina,
    e aí?? o que a igreja acha???
    Uns dizem que a vacina, o vírus é um plano do ILUMINATAS, profecia? cosnpiração???
    ta todo mundo querendo saber!!!!
    valew

  13. adeildealmeida disse:

    qual a diferença da vacina butantan??ela dilui mais rapido? dói menos , enfim qual ,a diferença, tenho duvidas pode me esclarecer. desde já agradeço.

  14. Carlos Eduardo Quinello Nogueira disse:

    Bom dia.gostaria de saber se devemos ou não tomar a vacina HN1?o que aigreja pensa sobre esse assunto?esse Virus é real ou uma conspiração?a Vacina HN1 é confiavél?eu não vi a posição da igreja IASD.é de Deus essa vacina? ou vai contra o seus principios de saúde?por favor me responda.agradeço pela atenção.

  15. Ana Paula C. da silva disse:

    Bom dia, meus amigos, eu gostaria de saber o que voces acham desta vacina que esta sendo disponibilizada para a população.
    muitos sites afirmam que esta vacina contra a gripe suína, é muito perigosa, que corremos risco de vida .
    o que voce acha?

  16. bruno disse:

    PORRA TEM Q COLOCA AS COISAS SOBRE GRAVIDAS E TAMIFLU NAO TEM :cry::sad:

  17. rebeca dos reis silva disse:

    eu gostei desse site ele me ajudou no meu trabalho escolar e tomei um 10 obrigado

  18. Karlaine disse:

    :-);-):D;-):sad::sad::o8):P:-*:cry:

  19. Paola disse:

    Parabens, eu consegui terminar o meu trabalho com o site de vocês
    OBRIGADO MSM

  20. Bianca disse:

    Concordo com as observações dos amigos acima. E gostaria de reforçar a necessidade de orientar as pessoas sobre como adquirir uma forte imunidade, podendo assim trazer um pouco de paz aos corações que estão desesperados e sem saber como se protejer. Estas orientações devem ser objetivas porem consistentes e passo a passo.Mostrando os alimentos que devem ser evitados, como utilizar os alimentos saudaveis…

  21. cristiane maximo disse:

    vcs estão de parabens.mas acho q deveria haver uma campanha natural tbm contra essa doença
    c/ aquilo q a pena inspirada aborda e incluir o sangue do cordeiro,tipo ao passar o anjo ds morte
    ñ entrará no arraial dos esraelitas,pq encontrara em seus umbras a fé.

  22. Marcello Kaio Bueno disse:

    Caros amigos,

    O acima mencionado que ressalta as diferenças entre a gripe comum e a influenza A é inverídico. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), somente os médicos podem diagnosticar a nova gripe (h1n1), pois as diferenças entre esta e a outra são praticamente imperceptiveis a nós, os pacientes.
    Abaixo segue link do site da Globo, o g1; nele está detalhado o que acabo de mencionar.

    http://g1.globo.com/Sites/Especiais/Noticias/0,,MUL1248917-16726,00-INFECTOLOGISTAS+DESAPROVAM+TABELA+PARA+DIFERENCIAR+GRIPE+COMUM+DA+GRIPE+A.html

  23. JOSE CARLOS disse:

    Bom Dia

    Parabens pela iniciativa em reproduzir as informações da OMS.
    Todavia, entendo que tambem deveria ser divulgado não só os fatos negativos, refiro-me as mortes, entendo ser necessario a divulgação do nº de pessoas infectadas e curadas. Afinal a Vigilancia Sanitaria e o Ministerio da Saúde tem o controle, tem os dados tabulados, por estados, cidades e hospitais. Trata-se de uma pandemia. Sem alarde, devemos informar a população o numero de infectados salvos, curados. REFORÇAR OS CUIDADOS COM A HIGIENE E ALIMENTAÇÃO. Abraços

Deixe Seu Comentário

Digite o código acima*


HOME | QUEM SOMOS | CONTATO



parceiroIASDO Portal Natural é um ministério de apoio à Igreja Adventista do Sétimo Dia
Parceria:


Copyright © 2002-2015 PortalNatural. Todos os direitos reservados.

Importante: As informações contidas neste site são destinadas unicamente para fins de informações e conhecimento geral, não devendo, em hipótese alguma, ser utilizadas como diagnóstico médico ou adoção de medicamentos. Qualquer dúvida, sintoma ou preocupação quanto à sua saúde, procure orientação médica ou profissional em sua respectiva área. | Os comentários postados nos artigos não constituem necessariamente a opinião dos criadores deste site, mas sim da própria pessoa que o postou. Não são permitidos comentários com citações de nomes, telefones, emails, sites, ou qualquer outro conteúdo que venha a expor ou difamar a imagem ou o sigilo de uma outra pessoa.