6

O Amor Maduro É Por Qualquer Pessoa

oAmorMaduro

O que é o amor? É um sentimento? É algo dirigido somente a um pequeno grupo de pessoas, familiares, namorado(a), noivo(a)? É a paixão? Nascemos amando ou temos que aprender a amar? Não vamos entrar nas possíveis respostas destas perguntas todas, mas vamos pensar um pouquinho agora no conceito de amar.

A mente humana, de qualquer pessoa neste mundo, é composta de pensamentos, sentimentos e capacidade de escolher, de agir. Se pensarmos nestes componentes de nossa mente, podemos vislumbrar que amor não pode ser só sentimentos, porque sentimentos ou emoções são somente uma parte da mente.

Neurocientistas e neurofisiologistas estão descobrindo a importância das emoções para nossa saúde. Elas são mais importantes para o bom funcionamento da fisiologia em nosso organismo do que se pensava antigamente. Muitas respostas fisiológicas, ou seja, muitos sintomas físicos que uma pessoa apresenta, pode ter uma origem emocional importante. Alguém com forte tristeza pode, por exemplo, ter distúrbios digestivos e, assim, perder peso.

Amar depende, então, das três dimensões da mente: o que penso, o que sinto e o que faço. É comum jovens crerem sinceramente que já que sentem uma forte emoção por alguém, isto é prova de que amam a pessoa. Mas pode não ser amor, ou ser o começo dele, e que ainda não dê para dizer que haja amor maduro.

Adultos que amam só os “seus” também ainda não desenvolveram um amor maduro. Erich Fromm em “A Arte de Amar” fala da ideia do amor maduro não ser só por uma pessoa. Concordo. Se você ama seu marido, sua esposa, seus filhos, seus pais, outros parentes, seu(sua) namorado(a), seu(sua) noivo(a), e mais ninguém, isto ainda não é amor maduro. O amor maduro é por qualquer pessoa.

“Puxa!”, você dirá, talvez, “Quem consegue ter este tipo de amor maduro que ama todas as pessoas?”. Lembra que Jesus disse que Seus seguidores deveriam aprender a amar até seus inimigos? Talvez quando conseguimos chegar ao ponto de amar até os inimigos, desenvolvemos amor maduro. Que inimigos?

Inimigo pode ser a pessoa que machucou e ainda machuca você. Pode ser uma pessoa, familiar ou não, difícil de lidar. Há gente difícil de se relacionar, não é? São briguentos, ranzinzas, autoritários, mentirosos. Como amá-las? Tem você sido uma destas pessoas difíceis dos outros amarem? Não tem como lutar consigo mesmo para se tornar alguém amável (que facilita outros amarem você)?

Você pode dizer: “Ah! Ele (ela) não me aceita como eu sou!” Ora, mas se o jeito seu de ser é ruim, agressivo, desagradável, fica difícil aceitar, não é? Entretanto, o amor maduro amará as pessoas difíceis ou “inimigos”. Só que este “amar” alguém difícil não obrigatoriamente se evidenciará com predomínio de sentimentos agradáveis transmitido à pessoa complicada. Mas por atos bondosos, que são também uma forma de amar. Quando a gente não mais tem o amor sentimento por alguém, pelo menos é possível ainda tratar esta pessoa com cortesia, não é? E tratar alguém com cortesia é uma faceta do amor maduro.

Amor maduro é por qualquer pessoa, o que não significa que iremos manifestá-lo em palavras e atitudes de maneira exatamente igual para todos. Há níveis diferentes de intimidade afetiva.

Tratar bem os inimigos é como colocar fogo na mente deles, é dar chance a eles de pararem para pensar nas atitudes chatas que eles possuem e, assim, poderem mudar, se quiserem. Só se consegue tratar bem pessoas difíceis se fizermos o desligamento emocional com amor. E isto significa que você aprende a ser responsável para com a pessoa, mas não mais responsável pela pessoa.

Ao andar pela cidade, olhe as pessoas e pense: somos iguais, somos mortais, temos lutas pessoais, estamos vivos e enfrentando desafios, alguns mais outros menos difíceis, mas somos todos da raça humana, dependentes de Deus para ter vida. Não somos deuses. Olhe os outros com olhar de fraternidade. Elimine de sua mente a postura de superioridade e também a de inferioridade. Pense que a diferença entre você e a pessoa com quem cruza na calçada pode ser de cultura, poder econômico, visão da vida, religiosidade, mas todos somos carentes de amar e ser amados de maneira madura. Precisamos aprender a amar porque não sabemos isto naturalmente, e é um aprendizado que dura a vida toda.

Dr. Cesar Vasconcellos de Souza

Autor: Dr. Cesar Vasconcellos de Souza

Dr. Cesar Vasconcellos de Souza, médico psiquiatra e psicoterapeuta, membro da Associação Brasileira de Psiquiatria, membro da American Psychosomatic Society, consultor psiquiatra da revista Vida & Saúde onde mantém coluna mensal, professor de Saúde Mental, visitante, do College of Health Evangelism e "Institute of Medical Ministry" do Wildwood Lifestyle Center and Hospital, Estados Unidos, Diretor Médico do Portal Natural, autor dos livros "Casamento: o que é isso?" e "Consultório Psicológico".

Artigos Relacionados:

Receba grátis nossas novidades!

Compartilhe este artigo!

6 Comentários. Participe você também!

  1. josinha esperantina disse:

    [eu ja nao sei mais o q faser nao consigo amar meu namorado por mais q eu tento acabo nao conseguindo…ele e o melhor namorado do mumdo mais nao consigo somos adventista e ele e um cristao d verdade…respeitador confiavel ee…….etc…..o q faco? tenho q aprender amar d verdade

  2. tamires disse:

    adorei a matéria queria ler mas sobre o assunto

  3. Flor disse:

    Amei a matéria,me esforço bastante para amar todas as pessoas,sei que muitas vezes não é fácil,mais com a ajuda de Jesus conseguirei.O amor é um lindo sentimento que precisamos todos os dias no mundo difícil como este.

  4. Elaine disse:

    Tenho me questionado muito sobre o amor que eu sinto. Num mundo onde é cada vez mais difícil encontrar esse sentimento(a própria Bíblia já previa) nós temos que ser e fazer a diferência, mas não é fácil. Só estando ligados à fonte do amor verdadeiro, conseguimos desenvolver o amor maduro

  5. Rosemery disse:

    Excelente posicionamento em relação ao amor maduro, gostaria de ver mais matérias nessa direção. O assunto é amplo. Gostei da ilustração.

  6. Adenilva disse:

    :lol: Tenho q aprender a amar. Gostei muito dessa materia, me ajudou muito.Amém.

Deixe Seu Comentário

Digite o código acima*


HOME | QUEM SOMOS | CONTATO



parceiroIASDO Portal Natural é um ministério de apoio à Igreja Adventista do Sétimo Dia
Parceria:


Copyright © 2002-2015 PortalNatural. Todos os direitos reservados.

Importante: As informações contidas neste site são destinadas unicamente para fins de informações e conhecimento geral, não devendo, em hipótese alguma, ser utilizadas como diagnóstico médico ou adoção de medicamentos. Qualquer dúvida, sintoma ou preocupação quanto à sua saúde, procure orientação médica ou profissional em sua respectiva área. | Os comentários postados nos artigos não constituem necessariamente a opinião dos criadores deste site, mas sim da própria pessoa que o postou. Não são permitidos comentários com citações de nomes, telefones, emails, sites, ou qualquer outro conteúdo que venha a expor ou difamar a imagem ou o sigilo de uma outra pessoa.