5

Aceitação da Impotência

aceitacaoDaImpotencia

Na vida há paradoxos. Queremos uma coisa nas relações familiares, e ocorre outra; pensamos que algo é o certo no trabalho e depois descobrimos ser errado; fazemos um pedido a Deus e Ele nos dá outra coisa, achamos que estamos educando certo ao lidar com um filho, e de repente ele se rebela e ficamos boquiabertos.

Diante destes paradoxos parece que vai surgindo a necessidade de admitirmos nossa impotência frente à várias situações nessa existência. Vamos concluindo que não somos deuses. E isto pode ser difícil para alguns indivíduos ou para todos em momentos diferentes da vida. Por quê?

As respostas variam. Uns têm dificuldade de assumir sua impotência quanto à várias situações pessoais e interpessoais por serem muito orgulhosos, e isto é um problema espiritual. Outros aprenderam um script desde crianças que os fazem funcionar num papel de provedor(a), salvador(a), responsável por tudo. E outros não admitem sua impotência para com certas coisas porque sinceramente ainda não perceberam que são impotentes nelas, e estes dois últimos casos são problemas emocionais.

Porém, admitir nossa impotência diante de fatos e situações na vida pode nos libertar. Quando conseguimos sentar no banco do carona e deixar a Sabedoria nos dirigir, coisas mudam para melhor, na pior das hipóteses, dentro de nós mesmos.

Quando alguém, por exemplo, dependente químico, admite sua impotência diante da obsessão e compulsão para usá-la, ela dá o primeiro passo para a vitória. Isto requer humildade. Não é muito agradável, à princípio, admitir que somos impotentes diante de uma situação na qual acreditávamos que conseguiríamos resolver ou administrar. Pode surgir sentimentos de fraqueza, incompetência, fracasso, tristeza, raiva. Fere o orgulho. Revela vulnerabilidade e isto pode ser assustador, pois o que será que irão fazer com a gente em seguida? Depois que você deixa aparecer seu lado frágil há o risco de ser ironizado, ridicularizado, rejeitado e de tentarem abusar de você.

Mas se você não quiser correr este risco, a tendência será manter a postura de “deus”, o que é um peso demasiado em suas costas e uma ilusão. Por outro lado, revelar fragilidades pessoais não faz de você uma pessoa fraca que não saberá se defender, a menos que se deixe levar por carências afetivas que podem empurrá-lo para tentar agradar a todos e, assim, quem sabe, ganhar afeto.

A verdade é que na vida podemos algumas coisas e não podemos outras. Somos fortes para algumas coisas e fracos para outras. Quanto mais cedo e mais conscientemente admitirmos isto, mais sofrimentos desnecessários evitaremos.

Não tenha medo de deixar sua impotência surgir quando isto for adequado. Admiti-la pode ser, e geralmente é, o primeiro passo para você funcionar melhor na vida.

Dr. Cesar Vasconcellos de Souza

Autor: Dr. Cesar Vasconcellos de Souza

Dr. Cesar Vasconcellos de Souza, médico psiquiatra e psicoterapeuta, membro da Associação Brasileira de Psiquiatria, membro da American Psychosomatic Society, consultor psiquiatra da revista Vida & Saúde onde mantém coluna mensal, professor de Saúde Mental, visitante, do College of Health Evangelism e "Institute of Medical Ministry" do Wildwood Lifestyle Center and Hospital, Estados Unidos, Diretor Médico do Portal Natural, autor dos livros "Casamento: o que é isso?" e "Consultório Psicológico".

Artigos Relacionados:

Receba grátis nossas novidades!

Compartilhe este artigo!

5 Comentários. Participe você também!

  1. Djalma Bispo dos Santos disse:

    esta materia e muito boa ajudara aqueles que não querem peocurar um profisional da saude.
    Eu estava com esta oportunidade de impotencia.

    Procurei um urologista e consequi resolver.
    façam o mesmo

  2. marcia martins veloso disse:

    muito boa esta materia vai ajudar a muitos que ficam perdidos ante esta cituaçao

  3. Ester da Silva Santos disse:

    Adimitir que sou impotênte perante minhas emoções me salvou a vida.Eu vivia uma eterna briga comigo mesma e com os outros,eu vivia lutando para conseguir tudo que queria e quando não conseguia sentia uma grande frustação.
    Como era egoista e orgulhosa,queria ter tudo,conseguir tudo ,ser tudo ,como o dr Cesar disse acima ,queria ser deus, como não conseguia vivia frustada, ficava com raiva,gritava,xingava,chorava vivia revoltada com tudo e todos.Tudo isso multiplicado em anos vividos virou em depressão.Culpava todos e tudo pelo meu estado deploravel,culpava o pai, o marido ,os filhos, o governo, a mãe que não conheci, o tempo, a cituação financeira enfim tudo ao meu redor era culpado do meu sofrimento, menos eu.
    Eu era boazinha, lutadora, trabalhadeira,mais não tinha sorte na vida ,tudo e todos eram contra mim.Quando conheci uma irmandade anônima, e conheci o primeiro passo que fala “Admitimos que éramos impotentes perante nossas emoções-que tinhamos perdido o domínio sobre nossas vidas”. Que o mais importante ainda é compreendermos que nossa insatisfação cronica não se deve à nossa incapacidade de conseguirmos as coisas que desejamos. Deve-se isso sim à nossa incapacidade de vivermos sem as coisas que não conseguimos obter.Comecei então a aceitar minha impotência emocional, e comecei então, a aprender aceitar com serenidade as coisas que não conseguia ter, ou modificar, isso foi minha salvação, pois não sou Deus ,só Ele pode todas as coisas,pra mim só resta aceitar e agradecer a essa irmandade anonimas maravilhosa que me devolveu a vida

  4. rubia silva disse:

    Pois é cada vez mas éu tento esconder de min mesmo certos fracassos em minha vida; tipo:de não dezer que não consigo emprego!!! pra min é um fracasso entendi? éu preciso disso que voçe escreveu em seu artigo mostra para meu ser que não é `fácil mas que vou conseguir quando assumir para min mesmo que as coisas não são do meu jeito.Éu não posso ser deus.Éu tenho que confiar em DEUS.:-)

  5. Leandro disse:

    Achei o tema interessante, mas esperava mais. Mais detalhes e mais aprofundamento no assunto. Deu uma micro visão de alguns pontos que precisamos melhorar, mas seria legal apresentar algumas formas, exemplos e resultados de pessoas que conseguiram ter um orgulho ferido mas ao mesmo tempo vantagens de crescimento pessoal e espiritual.

Deixe Seu Comentário

Digite o código acima*


HOME | QUEM SOMOS | CONTATO



parceiroIASDO Portal Natural é um ministério de apoio à Igreja Adventista do Sétimo Dia
Parceria:


Copyright © 2002-2015 PortalNatural. Todos os direitos reservados.

Importante: As informações contidas neste site são destinadas unicamente para fins de informações e conhecimento geral, não devendo, em hipótese alguma, ser utilizadas como diagnóstico médico ou adoção de medicamentos. Qualquer dúvida, sintoma ou preocupação quanto à sua saúde, procure orientação médica ou profissional em sua respectiva área. | Os comentários postados nos artigos não constituem necessariamente a opinião dos criadores deste site, mas sim da própria pessoa que o postou. Não são permitidos comentários com citações de nomes, telefones, emails, sites, ou qualquer outro conteúdo que venha a expor ou difamar a imagem ou o sigilo de uma outra pessoa.