11

O Desejo da Mulher Desejar o Homem

oDesejoDaMulherDesejarOHomem

É comum a mulher se referir a querer estar junto com um homem (namorado, noivo ou marido). Há uma qualidade de “estar junto” que é específica do gênero feminino. Será ela igual no gênero masculino? E se não for, como encontrar harmonia entre a mulher e o homem numa relação afetiva?

O homem que gosta da companheira quer estar com ela. Mas sera possível “estar junto” do jeito que ela quer? A mulher quer estar “junto” com seu amado, mas se ele não percebe como é isto e se não vive isto na prática do relacionamento, parece que o resto não importa muito para ela. E o resto pode ser muito na avaliação do homem, que fica confuso, talvez irritado e com um sentimento de injustiça já que ele pode estar fazendo ou ter feito realmente muita coisa concreta para o bem estar desta mulher. Parece que ela quer saber se ele está nela com a alma, com o espírito, com a emoção, com o pensamento, com o desejo… e com que mais? Se ela sente que ele não está como ela deseja, todo o “resto” que ele fez e faz por ela pode não ter importância na mente dela.

Como muitos de nós (todos?) homens diríamos, e até Freud disse: Afinal, o que as mulheres querem? Como é este “estar junto” que as mulheres normais desejam? Elas dizem que tem que ver com tomar refeições juntos, escolher um novo móvel da casa juntos, decidir juntos onde passar as férias juntos, passear juntos, ir à igreja juntos, visitar um parente juntos, assistir um filme juntos. Mas é mais que isto, dizem elas. Parece que é ele ter uma qualidade de querer a mulher de maneira que ela se torne exclusiva, a pessoa mais importante na vida dele, é ele pensar nela, lembrar dela, sentir falta dela, desejá-la mais que tudo. Parece que ela quer não só o companheiro, mas quer o desejo absoluto dele por ela.

Será que ele quer o desejo dela como ela quer o dele? Será que há diferença entre o homem desejar a mulher afetivamente e o homem desejá-la como ela deseja? Será que o jeito da mulher desejar um homem pode existir no jeito do homem desejar a mulher? Dá para ser igual? Alguém disse que o homem deseja a mulher, e a mulher deseja o desejo do homem. Se isto é verdade, será, então, que o homem deseja menos e a mulher deseja demais? Qual o equilíbrio do afeto?

Como você se sente se seu marido (namorado, noivo) deseja você mas não do jeito que você deseja que ele deseje? Como isto afeta seu relacionamento com ele? Você fica nervosa, irritada, ciumenta, cobradora, rabugenta? Finge que não liga? Vai desistindo do relacionamento com ele e começando a fantasiar como seria com outro homem? Fica pensando num ex-namorado que parece que teria o tipo de desejo por você que você quer hoje e não tem? Se envolve com outro homem na busca de ter o desejo dele por você melhor do que o jeito de seu marido (namorado, noivo) desejá-la? Depois que passa a paixão dos amantes (pessoas casadas que têm relação extra-conjugal), a qual em geral dura em média dois anos, e a rotina se estabelece, a forma de desejar de ambos se iguala?

Será que o homem deseja mais o trabalho e o sexo do que a pessoa da mulher? Ou será que o desejo dele se divide e pode ser separado como gavetas de um armário, onde haveria a “gaveta” do sexo, a do afeto por ela e a do gosto pelo trabalho (claro, sem falar em filhos, outros parentes, amigos)? Será que a mulher quer que o desejo do homem por ela seja como se ela fosse o “armário”? Será que o homem consegue ter um desejo pela esposa como ela quer e não desejar tanto o trabalho? Mulheres disseram que se ele der atenção a ela e valorizá-la, então ela ficará feliz com ele. Mas como é esta qualidade de dar atenção a ela e valorizá-la? Se ele fizer isto, conseguirá atingir o ponto de desejo por ela que a satisfará?

Para refletir sobre estas questões e começar a tentar encontrar respostas coerentes e sadias, há outras questões, como por exemplo: Quem é esta mulher? Quem é este homem? São pessoas muito carentes afetivamente? Têm boa consciência de suas dificuldades emocionais pessoais? Ou acham que o problema é só do outro? Estão dispostos a amadurecer ou já se acham completos e perfeitos? Ficam agressivos quando não conseguem o afeto que desejam, ou tentam raciocinar e conversar construtivamente? São dependentes demais? São independentes demais? Querem ser felizes ou ter que ter razão? São obsessivos por companhia, por sexo, por romance? Tiveram muitos traumas na infância ainda muito mal entendidos e resolvidos? São pessoas manipuladoras, mentirosas, controladoras, ou promovem liberdade, verdade e chance do outro escolher e ser? Há, entre adultos lúcidos, uma grande diferença entre ser responsável pelos outros e ser responsável para com os outros.

Dr. Cesar Vasconcellos de Souza

Autor: Dr. Cesar Vasconcellos de Souza

Dr. Cesar Vasconcellos de Souza, médico psiquiatra e psicoterapeuta, membro da Associação Brasileira de Psiquiatria, membro da American Psychosomatic Society, consultor psiquiatra da revista Vida & Saúde onde mantém coluna mensal, professor de Saúde Mental, visitante, do College of Health Evangelism e "Institute of Medical Ministry" do Wildwood Lifestyle Center and Hospital, Estados Unidos, Diretor Médico do Portal Natural, autor dos livros "Casamento: o que é isso?" e "Consultório Psicológico".

Artigos Relacionados:

Receba grátis nossas novidades!

Compartilhe este artigo!

11 Comentários. Participe você também!

  1. gemima disse:

    Ele me deseja sexualmente menos do que eu a ele. Isso é um indício que ele não gosta de mim ou significa o que?

  2. cirlei disse:

    :-) muito reflexivo,estou passando por esse dilema meu marido só quer trabalhar,não temos nenhum tempo de qualidade.

  3. Eliene disse:

    Acho que o senhor quis dizer que ter responsabilidade para com os outros, é considerá-los importantes, dar a eles o valor que desejam e merecem. É isso? Foi muito bom pra mim ler esse texto,..

  4. Eliene disse:

    Há, entre adultos lúcidos, uma grande diferença entre ser responsável pelos outros e ser responsável para com os outros. O que exatamente, quer dizer essas frases? Assim, ficaria clara a conclusão.

  5. anete disse:

    :-? um tema ótimo,porém,ele deixou as várias perguntas formuladas por ele mesmo,sem resposta,não concluiu de maneira clara e prática.

    • MARIA JOSE DOS SANTOS disse:

      Anete, concordo perfeitamente com você!!!!Só deixou perguntas, mas, e os esclarecimentos, que tornam o assunto prático e de boa qualidade para ser discutido inclusive em casa.

  6. João disse:

    Ou melhor,
    Interessante*

  7. João disse:

    Interresante… :roll:

  8. mauricio disse:

    :-| gostei do tema, mas gostaria de uma palavra final ou seja a conclusao do assunto, nao entendi 100% do quiz dizer ou onde quiz chegar.

  9. sandra disse:

    :-? a explicaçao não ficou tão clara,precisava explicar mais,disse muito sobre desejo, desejar e pouca explicação entre a diferença enytre homem e mulher

Deixe Seu Comentário

Digite o código acima*


HOME | QUEM SOMOS | CONTATO



parceiroIASDO Portal Natural é um ministério de apoio à Igreja Adventista do Sétimo Dia
Parceria:


Copyright © 2002-2015 PortalNatural. Todos os direitos reservados.

Importante: As informações contidas neste site são destinadas unicamente para fins de informações e conhecimento geral, não devendo, em hipótese alguma, ser utilizadas como diagnóstico médico ou adoção de medicamentos. Qualquer dúvida, sintoma ou preocupação quanto à sua saúde, procure orientação médica ou profissional em sua respectiva área. | Os comentários postados nos artigos não constituem necessariamente a opinião dos criadores deste site, mas sim da própria pessoa que o postou. Não são permitidos comentários com citações de nomes, telefones, emails, sites, ou qualquer outro conteúdo que venha a expor ou difamar a imagem ou o sigilo de uma outra pessoa.