0

Recuperação da depressão em mães influencia a recuperação nos filhos

Um estudo científico mostrou que as mães deprimidas que procuram tratamento e melhoram, favorecem grandemente para que seus filhos evitem ter alguma desordem mental também. Porém, se a mãe continua deprimida, seus filhos correm um risco grande de ter algum distúrbio emocional.

 

Myrna Weissman, professora de psiquiatria e epidemiologia da Universidade de Columbia e do Instituto de Psiquiatria do Estado de Nova Iorque, comenta: “Enquanto a depressão pode ser uma desordem genética, ela tem um forte componente ambiental. E, para uma criança, a doença dos pais é um efeito ambiental muito forte. Você pode reduzir esta influência de maneira que pode resultar num efeito benéfico para a criança.”

 

A Dra. Eva Ritvo, professora associada de psiquiatria na Escola de Medicina Miller, na Universidade de Miami, acrescentou: “Se uma mãe está doente, isto irá causar um impacto em toda a família. O estudo mostrou belamente como os sintomas das crianças diminuíram em um espaço de tempo rápido, e isto é encorajador. Como profissionais precisamos ser agressivos a respeito de reconhecer, diagnosticar e tratar a depressão, e devemos ser mais conscientes sobre o impacto que causa na família.”

 

Estudos já haviam mostrado que crianças filhos de pais deprimidos têm duas a três vezes mais alto risco deste problema de saúde comparadas com filhos de pais que não têm depressão. Os resultados deste estudo sobre o impacto sobre os filhos do tratamento das mães deprimidas foi publicado em Março deste ano no Journal of the American Medical Association (Revista da Associação Médica Americana) e foi realizado entre Dezembro de 2001 e Abril de 2004, envolvendo 151 mães e seus filhos vindos de 8 clínicas de cuidados básicos de saúde e de 11 ambulatórios psiquiátricos. As crianças tinham entre 7 e 17 anos e mais do que um terço veio participar do estudo com desordens psiquiátricas. As mães foram tratadas com antidepressivos enquanto que os filhos foram simultaneamente avaliados com relação às desordens mentais que apresentavam.

 

Os pesquisadores notaram que os filhos de mães cuja depressão não melhorou tiveram cerca de 8% de aumento no diagnóstico dos problemas mentais. Entre as crianças que tinham algum diagnóstico de doença psiquiátrica no início do estudo, 33% ficaram curados cujas mães também ficaram curadas da depressão. Comparou-se isto com os 12% que melhoraram ainda que as mães não melhoraram. Todas as crianças que não tinham nenhum problema mental e que tiveram suas mães recuperadas da depressão, permaneceram sem problemas. Também foi observado que 17% das crianças cujas mães permaneceram deprimidas, continuaram com seu diagnóstico psiquiátrico durante o tempo da pesquisa.

 

A Dra. Weissman acredita que resultados semelhantes podem ser obtidos com pais. Eles enfocaram as mães naquele estudo porque a depressão afeta mais as mulheres do que homens e porque as mulheres são mais abertas e dispostas a aceitarem tratamento.

 

Importante lembrar que as crianças conseguem mudanças mais rápidas que adultos em circunstâncias variadas da vida. Elas são definitivamente mais flexíveis do que adultos. Este estudo reforçou a já sabida informação de que e como o ambiente afetivo exerce forte influência sobre o surgimento de enfermidades mentais, e em especial, da depressão.

 

Portanto, em crianças é possível evitar ou prevenir o surgimento desta enfermidade dolorosa, então podemos fazer um importante trabalho em favor das crianças. E veja que neste estudo obtiveram-se bons resultados em apenas três meses após a melhoria das mães.

PortalNatural.com.br

Autor: PortalNatural.com.br

Portal de saúde e bem-estar com artigos, videos, receitas, nutrição, saúde mental, etc, para sua vida ser mais saudável, simples e feliz.

Artigos Relacionados:

Receba grátis nossas novidades!

Compartilhe este artigo!

Deixe Seu Comentário

Digite o código acima*


HOME | QUEM SOMOS | CONTATO



parceiroIASDO Portal Natural é um ministério de apoio à Igreja Adventista do Sétimo Dia
Parceria:


Copyright © 2002-2015 PortalNatural. Todos os direitos reservados.

Importante: As informações contidas neste site são destinadas unicamente para fins de informações e conhecimento geral, não devendo, em hipótese alguma, ser utilizadas como diagnóstico médico ou adoção de medicamentos. Qualquer dúvida, sintoma ou preocupação quanto à sua saúde, procure orientação médica ou profissional em sua respectiva área. | Os comentários postados nos artigos não constituem necessariamente a opinião dos criadores deste site, mas sim da própria pessoa que o postou. Não são permitidos comentários com citações de nomes, telefones, emails, sites, ou qualquer outro conteúdo que venha a expor ou difamar a imagem ou o sigilo de uma outra pessoa.